Voluntário Social na Alemanha: saiba como aplicar para o FSJ

Quem já fez um intercâmbio costuma dizer que é uma experiência transformadora. Além de ser um diferencial no currículo, a imersão em outra cultura é capaz de mudar a nossa forma de olhar o mundo. Os intercâmbios costumam ser um investimento de alto valor, mas é possível encontrar opções mais acessíveis para morar fora e o Ano Voluntário Social na Alemanha é um deles.

Em alemão, o programa chama-se Freiwilliges Soziales Jahr (FSJ) e tem duração de 6 meses a 2 anos. O FSJ pode ser feito tanto por alemães, quanto por estrangeiros e é uma boa maneira de praticar o idioma e ter contato com moradores locais.

Como funciona o Ano Voluntário Social?

Existem diversos tipos de trabalho que podem ser realizados no ano social. Em geral, as vagas são para trabalhar em asilos, creches e hospitais. No entanto, também existem vagas em instituições culturais e associações esportivas.

A carga horária é de 40 horas semanais, ou seja, funciona como um trabalho de tempo integral no Brasil. Além disso, o voluntário recebe uma espécie de mesada e o valor pode variar de acordo com a instituição, mas o mínimo é de 300 euros por mês.

Além disso, é necessário fazer 25 seminários ao longo do ano social. Nesses seminários, os voluntários precisam se deslocar para uma casa, onde passaram alguns dias discutindo temas como choques culturais e problemas do planeta. Durante esse encontro, é possível conhecer pessoas do mundo inteiro que estão fazendo o FSJ.

É importante saber que depois de um ano no FSJ, é possível renovar com a instituição, desde que ela esteja interessada em mantê-lo como voluntário por mais tempo.

O FSJ inclui moradia?

Para fazer o FSJ, você precisará se mudar para a Alemanha. Algumas instituições disponibilizam dormitórios ou apartamentos compartilhados para seus voluntários. Enquanto isso, outras oferecem uma ajuda de custo extra para a moradia, ou seja, um valor além da mesada. Entretanto, existem os casos em que a organização não concede nenhum benefício e o voluntário é totalmente responsável por esses custos.

Quais as vantagens do FSJ?

Fazer o Ano Voluntário Social (FSJ) tem diversas vantagens e a principal delas está relacionada com a prática do idioma. Afinal, é de conhecimento comum que é mais fácil avançar no estudo da língua quando há uma imersão cultural.

Por isso, se você optar por fazer o ano social, saiba que falará alemão durante a maior parte do seu dia, o que é fundamental para praticar o idioma. Além disso, essa é uma maneira de viver fora do Brasil fazendo um investimento menor do que os intercâmbios tradicionais.

Outro ponto positivo são as amizades feitas ao longo do programa que podem ser levadas para o resto da vida. É uma oportunidade de conhecer culturas diferentes e aprender novas formas de olhar o mundo.

Agora, se o seu objetivo é morar na Alemanha e construir uma vida ano país, ter o FSJ no currículo pode, realmente, abrir portas. Por isso, o programa pode ser visto como um bom investimento à longo prazo.

Quais os requisitos para o FSJ?

Essa é mais uma vantagem do Ano Voluntário Social: os requisitos não são muito exigentes, o que o torna mais acessível. Veja, a seguir, o que é necessário para estar apto a fazer uma aplicação no FSJ:

  • Ter entre 17 e 26 anos
  • Ensino Médio completo
  • Nível A1 de alemão (básico)

Além disso, é importante ser um jovem engajado, uma vez que a maior parte dos trabalhos está ligado à serviços sociais.

Como fazer a aplicação?

Você pode fazer a aplicação no programa estando no Brasil ou na Alemanha e, dependendo de onde estiver, algumas partes do processo podem ser diferentes. Vale lembrar que o Ano Social começa em setembro. Por isso, não deixe para a última hora, pois as opções diminuem com o tempo.

Aplicando do Brasil
Se você está no Brasil e quer fazer a sua aplicação para o FSJ pode recorrer a uma instituição intermediadora ou buscar locais de trabalho sozinho, pesquisando no Google quais organizações precisam de voluntários — o que pode ser mais trabalhoso.

As instituições intermediadoras ajudam a encontrar vagas que combinam com o seu perfil e, em geral, elas não cobram por isso. Confira alguns locais que oferecem esse serviço:

  • Diakonie
  • Fundação Caritas
  • ICE
  • LKJ

Para conseguir uma vaga como voluntário, é necessário escrever uma carta de motivação que será enviada para as instituições. Depois, acontece uma entrevista entre o candidato e um representante da organização. Se você passar, eles irão escrever uma carta para que seja possível dar entrada no visto no Consulado Alemão no Brasil. Nessa parte do processo outros documentos serão solicitados, como um CV em alemão, passaporte, fotos 3×4, entre outras coisas.

Aplicando na Alemanha
Se você foi para a Alemanha como au pair ou para estudar o idioma e quer continuar no país, o FSJ é uma boa opção para você. Não é necessário voltar ao Brasil para fazer a aplicação e é possível entrar em contato com uma das instituições que citamos acima para te ajudar no processo.

Entretanto, existe uma diferença: depois que você encontrar a sua vaga, provavelmente fará uma entrevista presencial, além de um teste. Nesse teste, você passará algumas horas na instituição para conhecer a rotina de trabalho e, assim, decidir se aquela vaga é o que você estava esperando.

Depois de ser aceito por uma organização, você precisará fazer a mudança de visto em um escritório de imigração. Lá, eles irão ajudar com os detalhes do processo, orientando tudo o que deve ser feito.

Como se destacar durante o processo?

É fácil perceber que os requisitos para entrar no programa não são rígidos, mas isso não significa que é fácil conseguir uma vaga. Pessoas de todo o mundo fazem o FSJ, além dos próprios alemães.

Jullie Nascimento, por exemplo, fez o FSJ entre 2018 e 2019 em um asilo em Hildesheim, depois de ter trabalhado como au pair durante um ano. No local em que ela trabalhava, todos os outros voluntários eram alemães. Ou seja, a disputa é grande, mas é possível se destacar.

Arne Schröder trabalhava na LKJ (Landesvereinigung kulturelle Jugendbildung e.V. Niedersachsen) e uma de suas funções era avaliar a aplicação de novos voluntários para o FSJ. Essa organização oferece vagas na área cultural e política. Ou seja, é possível trabalhar em teatros, estações de rádio, ópera e instituições políticas.

Para ele, é importante que o candidato tenha um interesse especial na área em que está aplicando, além de querer trabalhar nela no futuro. Arne também destaca que é necessário se mostrar um candidato interessante. Ou, como dizemos por aqui: vender o seu peixe. Lembre-se, você está concorrendo com centenas de pessoas, é preciso se destacar.

Por isso, vale a pena se empenhar no momento de escrever a carta de motivação. Se você estiver aplicando para áreas diferentes, faça cartas para cada uma delas, tornando o texto menos geral e mais específico, mostrando que é o candidato ideal para aquela vaga. Além disso, se você já tiver experiência em outros tipos de trabalho voluntário, não deixe de citar essa informação.

2 Comments on “Voluntário Social na Alemanha: saiba como aplicar para o FSJ”

Comments are closed.