Estudo aponta tecnologia e inovação como principais aliadas na retomada do turismo

Especialistas e profissionais do turismo acreditam que a tecnologia, inovação e comunicação serão as principais iniciativas para que as cadeias turísticas possam se reerguer

De acordo com o estudo inédito “O Futuro e o Presente das Viagens Pós-Pandemia”, realizado pelo Guia Viajar Melhor em parceria com a agência de marketing turístico Travel Media PR, a tecnologia e inovação serão essenciais para a retomada do turismo.

Como resultado, o estudo aponta que as empresas do setor devem estar atentas aos novos padrões de consumo dos turistas, assim como aos novos recursos que deverão fazer parte desta nova realidade. Em um momento onde não há respostas prontas, muito menos certezas, outra ferramenta importante para a continuidade dos negócios é – e será – a comunicação.

Após a pandemia, a tendência é que os turistas busquem uma experiência mais intimista, para pequenos grupos e mais conscientes, apoiando a biodiversidade, na contramão do turismo de massa.

Espaços adaptados e mais conectados à natureza, sinalização para evitar aglomerações e programação de atividades ao ar livre e com hora marcada, estão entre as possibilidades para agradar os novos desejos dos turistas, que buscam por locais onde se sintam seguros e confiantes.

TECNOLOGIA COMO ALIADA

O estudo mostra que, para profissionais do setor, a tecnologia pode ser uma grande aliada. Para uma mudança organizacional necessária com a crise, há opções que oferecem diversos auxílios aos gestores, como alternativas para melhorar o planejamento de caixa e, principalmente, serviços comerciais que conectam os principais canais de vendas online.

Na aviação, podemos observar mudanças como a desinfestação de corredores, distanciamento social na hora do embarque e desembarque, além de uma troca no ar constante, gerando uma limpeza em nível hospitalar.

Já no setor de hospedagem, a realização de reservas, check-in e check-out serão feitas quase sempre por meio de aplicativos. No futuro próximo, é possível que robôs façam as entregas no serviço de quarto e a higienização das áreas comuns com maior frequência.

O acesso sem toque aos espaços compartilhados pode se tornar uma nova norma para limitar o contato com superfícies públicas. Como por exemplo, conceder acesso à área da piscina por meio de um portão que destrava e abre com o auxílio de um cartão magnético.

Além disso, cardápios virtuais, café da manhã disponível no quarto do hotel e o chamado “room service”, também serão readequados utilizando a tecnologia como premissa.

COMUNICAÇÃO COMO CHAVE

A comunicação será cada vez mais essencial, tanto entre os profissionais do mercado de viagens, que devem se manter atualizados diante das mudanças constantes, tanto com os seus clientes, os turistas. Nesse ínterim, a demanda e utilização de meios digitais para a aquisição de produtos e serviços só aumentará.

Ao mesmo tempo, na hora de viajar, o turista deverá se sentir cada vez mais confiante e seguro. Portanto, é necessário manter uma comunicação eficaz com o público para se manter competitivo no mercado.

A utilização de meios digitais, parcerias com blogs de viagem, investimento em estratégias de marketing turístico e produção de conteúdo, também são ferramentas que se tornarão cada vez mais poderosas. Esses novos formatos de serviços irão ampliar os processos de trabalho da empresa trazendo maior interatividade com os clientes.

METODOLOGIA

A produção do material O Futuro e o Presente das Viagens Pós-Pandemia, disponível gratuitamente, contou com a participação de diversos profissionais dos mais variados segmentos turísticos para opinar e sugerir as melhores práticas para esta retomada.

O objetivo é disseminar o conhecimento, gerando referências e insights para profissionais do setor, além de proporcionar confiança e credibilidade para o turista. Confira o estudo na integra.