Empresas debatem a importância da diversidade no Turismo

Empresas fomentam debate sobre a importância e benefícios de promover um ambiente mais inclusivo e diversificado

Fundada em março de 2020, a Fator Diversidade é um serviço de consultoria para empresas, que tem como o objetivo estimular a diversidade e inclusão no segmento corporativo. Pautas como essas já vem sendo abordadas por alguns players do Turismo, como por exemplo a Alagev e Copastur.

A Fator Diversidade surge como uma solução para um problema ainda muito grande no mercado de trabalho brasileiro. De acordo com Jorge Barros, sócio-fundador da Fator, muitas empresas já possuem processos robustos voltados para a inclusão e diversidade, mas tem uma lacuna muito grande ainda no mercado. “As empresas cuidam bem das diretrizes, cuidam bem dos processos, mas não tem muito cuidado com a forma como estão fazendo essa inclusão. Não é só sobre como a pessoa é tratada e sim sobre como ela se sente tratada ao ser incluída. O nosso foco é atuar na convivência com as diferenças”, explicou Jorge.

Unindo ciência e arte, a Fator está atendendo os primeiros projetos de consultoria. “Nós escolhemos o nicho de diversidade nas empresas porque acreditamos que a mudança que começa dentro da empresa vai transpassar pro lado de fora, melhorando a sociedade como um todo”, completou Barros.

Jorge Barros, sócio-fundador da Fator Diversidade

O TURISMO E A DIVERSIDADE

Apesar de ser um meio que ainda possui uma certa resistência ao abordar alguns temas, como a diversidade no local de trabalho e a inclusão, o Turismo vem mudando sua forma de agir e começa a se posicionar buscando a transformação do segmento.

“Tenho aprendido muito sobre isso, mas a gente como associação referência no setor procuramos trazer esse tema sempre à tona. Isso porque no turismo as ainda pessoas não falam abertamente sobre isso. No LACTE do ano passado falamos sobre a inclusão das mulheres no mercado de trabalho no segmento de Turismo e viagens corporativas. Já nesse ano trouxemos a temática LGBTQI+, pra começarmos a trazer e discutir mais esse nicho. Temos sido pioneiros nesses debates, temos coragem de trazer esses temas. Demoramos pra fazer isso mas é a hora de levantar e criar essas discussões”, afirmou Eduardo Murad, diretor executivo da Alagev (Associação Latino Americana de Gestores de Viagens e Eventos Corporativas).

Eduardo Murad, diretor executivo da Alagev

Ainda de acordo com o executivo, a Associação tem criado espaço pra criar essa cultura e as pessoas já começaram a se engajar. “A nossa base é muito diversa, mas empoderar essas pessoas pra se desenvolverem nas suas carreiras ainda é um desafio. Contudo, a aceitação dos associados tem sido bastante positiva. Quando abrimos um patrocínio, as empresas buscam eles com propósito, isso é um indicativo muito forte. As relações se tornam melhores e transparentes”, explicou Murad.

MELHORIA NOS NEGÓCIOS

Edmar Mendoza, diretor e sócio da Copastur

A Copastur, TMC Corporativa, também percebeu uma melhoria nos negócios após a adoção de um ambiente mais diverso e inclusivo. Seguindo o propósito de influenciar e transformar o mercado, a Copastur acredita que é preciso tratar do assunto diversidade com todos seus funcionários, clientes, parceiros.


“Podemos partir do ponto de vista que ser diverso é um beneficio pro negócio. Isso porque você se identifica com um público maior – inclusive de clientes”

Edmar Mendoza, diretor e sócio da Copastur


“Temos que elevar o nível de consciência das pessoas. Fizemos vários materiais internos e externos sobre diversidade. Desde os nossos podcast, que abordam diversos temas relevantes sobre inclusão, até nossos eventos, onde trazemos um conteúdo pra que as pessoas saibam lidar com as diferenças do dia a dia”, contou Edmar.

Um dos episódios do Podcast da Copastur trata sobre a importância do movimento Black Lives Matter

CAMPANHAS E AÇÕES CONSISTENTES

Entre os cases de sucesso da empresa, está a campanha Ame e Viva, onde os colaboradores tinham um espaço e eram incentivados a compartilhar de forma segura sua orientação sexual, caso se sentissem a vontade. “Com essas ações, cria-se um ambiente mais rico e a partir daí começamos a fazer outras ações. Outro ponto que entendemos junto com a Alagev é, sempre que vamos fazer algum patrocínio, tentamos focar em ações ligadas a diversidade. Além disso, buscamos sempre contratar mão de obra diversificada nos eventos”, finalizou Mendoza.

Para Jorge Barros, da Fator, toda ação é sempre bem-vinda, mas quanto mais a empresa conseguir desenvolver, mais essa transformação vai perpetuar. “Temos que desenvolver o indivíduo e o ambiente de forma consistente. Estimular diálogos, dar ferramentas pra ter uma comunicação saudável. A gente erra mas não podemos ter medo e não fazer”, finalizou Jorge.