Brasileiros retomam busca por intercâmbio de trabalho e estudo no exterior; entenda

Mesmo em uma situação que ainda exige atenção, os números da pandemia apontam para um viés de queda em várias regiões do mundo, muito em função do avanço da vacinação. Esse fato tem provocado o aumento na procura de jovens brasileiros que estão tirando os planos do papel e procurado por opções de intercâmbio e primeiro emprego em países que estão com a imunização mais avançada e a economia mais aquecida. Ou seja, com chances maiores de arrumar trabalho.

Na Information Planet, agência de educação internacional, especializada em programas de intercâmbio, o Canadá e a Irlanda estão no topo de destinos mais procurados por pessoas de 18 a 24 anos. Ambos estão com permissão de entrada imediata para brasileiros com visto de estudante e oferecem a possibilidade de o jovem conseguir trabalho legalizado e unir o útil ao agradável: ficar afiado no inglês e levantar uma grana para ajudar nos custos da viagem.

“Os jovens trabalhadores de 18-24 anos foram os mais prejudicados pela pandemia de COVID-19 e por isso têm enxergado o intercâmbio como uma oportunidade de trabalhar e se destacar no mercado de trabalho”, afirma Leandro Mendonça, gerente-proprietário da unidade Information Planet São José dos Campos.

“Os postos de trabalho no Brasil ainda estão escassos em função da pandemia. Os intercambistas têm enxergado nesses países uma oportunidade de conseguir sua primeira oportunidade no mercado de trabalho”, afirma Adriana Tieppo, gerente de marketing da Information Planet.

Para atender a esta demanda, a principal saída tanto para a Irlanda quanto para o Canadá é o programa Estudo + Trabalho. Para se inscrever, o estudante vai precisar tirar o visto de estudante para completar o curso, que deve se estender por no mínimo de 12 semanas ou mais, o que também lhe permitirá trabalhar nos países. Com a documentação em mãos, o intercambista poderá trabalhar cerca de 20h por semana enquanto estiver estudando. Durante o período de férias, o estudante poderá trabalhar 40h semanais.

Já em relação ao custo de vida nos países, que engloba alimentação, acomodação, transporte, internet, telefone e extras fica em torno de 500€ na Irlanda e CAD$1200 por mês no Canadá. Obviamente, os valores podem sofrer alterações de acordo com o estilo de vida de cada estudante.

Leia também:
Voluntário Social na Alemanha: saiba como aplicar para o FSJ

2 Comments on “Brasileiros retomam busca por intercâmbio de trabalho e estudo no exterior; entenda”

Comments are closed.