Serra Talhada e Caruaru, em Pernambuco, são as novas bases de operação da Azul

O modelo tem disponibilidade para nove passageiros

O Sertão e o Agreste de Pernambuco passarão a ser conectados pelo serviço de transporte aéreo. A partir de 11 de novembro, A Azul pousará pela primeira vez em Serra Talhada (PE) e Caruaru (PE), seus dois novos destinos domésticos no Brasil. As cidades terão voos diretos e regulares para o Recife duas vezes por dia. A venda de passagens nas novas bases de operações da companhia já estão abertas em todos os canais oficiais da Azul.

Mais que ofertar voos entre as cidades, o início das operações regulares da empresa em Serra Talhada e Caruaru irá estimular o progresso da região, impulsionando a economia local com o surgimento de novas oportunidades de turismo e de negócios. Quando em operação, as nova bases ampliarão a malha de destinos da Azul, que passará a ter 94 destinos atendidos no Brasil e no exterior.

Os aviões Cessna Gran Caravan da Azul Conecta, com capacidade para nove passageiros, serão responsáveis por cumprir as ligações entre as cidades do Sertão e Agreste com a capital pernambucana. As novas operações também seguirão os rígidos protocolos sanitários adotados pela empresa desde o início da pandemia.

“O Brasil é imenso, com dimensões continentais. A Azul acredita no potencial econômico do país e por isso tem por base do seu modelo de negócios o desenvolvimento da aviação regional. Concretizar essa operação regular em Serra Talhada e Caruaru será um marco para os destinos, conectando essas cidades e região a toda a malha doméstica e internacional da Azul a partir de uma conexão no Recife”, afirmou John Rodgerson, presidente da Azul.

Fortaleza, Salvador, Maceió, Aracaju, Natal, Juazeiro do Norte, Belém, Manaus, Teresina, São Luís, BH, Rio, Campinas, Congonhas e Guarulhos serão as principais cidades brasileiras a contar com conexões convenientes para os novos voos Recife-Serra Talhada e Recife-Caruaru. Com a inclusão dos destinos e o aumento no número de voos, o aeroporto da capital pernambucana terá 46 voos diários para 22 destinos a partir de novembro.